Doenças no primeiro ano de vida e seus sintomas

out 9, 2017

0
Doenças no primeiro ano de vida e seus sintomas

Doenças no primeiro ano de vida e seus sintomas

Publicado em : Artigos em por : admin

A casa está mais alegre e cada movimento diferente do bebê é uma novidade. Disso nós não temos dúvida! Com a chegada do pequeno, é natural que ele receba muito carinho. Junto a isso, é importante também uma atenção especial para a saúde da criança, afinal, no primeiro ano de vida podem surgir algumas doenças. Como o organismo da criança está se adaptando ao ambiente, o sistema imunológico não é tão forte ainda.

Caso seu filho seja acometido por doenças típicas da idade, nada de desespero! Trouxemos informações a respeito de algumas delas para que saiba identificá-las com antecedência. Vamos lá?

Varicela

Quando a criança é contagiada pela varicela, no primeiro momento, pode não apresentar desconforto. Após determinado período, a doença manifesta-se por meio de febre que pode passar de 38° C, e principalmente pelo aparecimento de máculas (mancha na pele) em todo o corpo. Essas bolinhas se transformam em bolhas com líquido e após, crostas. Causam coceira, mal-estar, náuseas e diminuição no apetite.

Para tratar essa doença infecciosa, recomenda-se manter a criança confortável e em repouso, para que o corpo – aliado com o uso de medicamentos que aliviam a dor – se recupere. É importante manter as unhas da criança cortadas e limpas, para evitar outras infecções. Cuide da higiene, trocando regularmente as roupas íntimas e limpando a pele com delicadeza, utilizando também água e bicarbonato (para aliviar a coceira).

Infecção urinária

Com essa doença, a hora de fazer xixi se torna um momento desconfortável para as crianças. Como ainda são pequenas e não conseguem expressar exatamente o que sentem, preste atenção nos sintomas. Dores, irritabilidade, febre, frequente vontade de urinar, falta de apetite e dificuldade para ganhar peso são sintomas de infecção urinária.

A infecção acontece, normalmente, por bactérias presentes nas fezes. A incidência é maior em meninas, pois como a uretra apresenta proximidade com o ânus, a exposição é maior. Por isso a importância de trocar regularmente as fraldas e manter a área bem higienizada.

Otite ou infecção no ouvido

Com otite, a criança pode chorar sem motivo aparente e apresentar dor ao engolir. Secreção e o ato de mexer na orelha acompanhado de desconforto e inquietude, são sinais de inflamação no ouvido. O ouvido tem ligação com garganta e nariz, se a criança estiver com alguma bactéria em um desses dois locais (adquirida por um resfriado, por ex.), ela acaba se deslocando para as tubas auditivas. O que pode gerar complicações é se as tubas auditivas estiverem inchadas, pois os líquidos gerados pelo resfriado ficam nas tubas, oferecendo assim um ambiente adequado para bactérias e fungos se disseminarem.

Em alguns casos, o pus pode aparecer e pressionar o tímpano, gerando dor. Por isso é importante observar os sintomas, para que uma otite não cause maiores problemas, como o rompimento do tímpano ou perda auditiva. Para amenizar momentaneamente a dor da criança, sugere-se usar compressas mornas a orelha. Não aconselha-se pingar outros tipos de líquidos no ouvido, pois isso pode agravar a infecção.

Bronquiolite

É uma infecção viral que causa dificuldade respiratória, rouquidão ao tossir, como se fosse um chiado no peito. Uma das causas da bronquiolite ocorre quando o vírus que causa problemas como gripe e inflamação na garganta se encaminham para os pequenos brônquios, inflamando e/ou bloqueando as vias respiratórias com o muco e secreções.

Cansaço, tosse persistente, calafrios, dor no peito e nariz escorrendo são os primeiros sintomas. Para auxiliar no tratamento da criança com bronquiolite, recomenda-se que ela beba bastante água para aliviar o congestionamento do nariz e que quando repousar fique com a cabeça mais elevada para ajudar na respiração. O uso do soro fisiológico, por meio de um aparelho de inalação auxilia muito na desobstrução das vias respiratórias, pois umidifica elas e ajuda a eliminar as secreções.

Importante!

Conforme vocês vão conhecendo cada vez mais o seu filho, ele vai conhecendo o mundo e adaptando seu organismo a ele. Doenças relacionadas ao primeiro ano de vida da criança acontecem, mas é possível evitar algumas delas com cuidados especiais e atenção a alguns dos sintomas listados acima. O sistema imunológico de uma criança, nos primeiros meses de vida, passa por adaptações constantes. Nada melhor para ela do que passar por esse período rodeada de amor, cuidados e bem-estar. Em caso de seu filho contrair uma dessas doenças, consulte um especialista, ele saberá orientar, esclarecer dúvidas e trata-las de forma correta.

LEIA TAMBÉM: O tão esperado bebê nasceu, e agora?