Amamentação: saiba a importância desse ato de amor

jul 31, 2018

0
Amamentação: saiba a importância desse ato de amor

Amamentação: saiba a importância desse ato de amor

Você passou por nove meses de muitas transformações e aprendizados. E, agora que seu bebê nasceu, muitas outras fases estão por vir. Você sabia que uma das melhores formas de manter seu bebê saudável é através da amamentação?

POR QUE É TÃO IMPORTANTE?

Considerado o alimento de ouro para as crianças, o leite materno é vital para o desenvolvimento do bebê. Tendo a amamentação como único alimento durante os seis primeiros meses, a criança está recebendo uma proteção contra doenças e fortalecendo sua saúde física, emocional e mental.

A composição do leite materno é o que permite que ele seja o único alimento capaz de nutrir plenamente o bebê. Com quantidade suficiente de água e nutrientes, possui ação imunológica para proteger a criança de infecções respiratórias, diarreias, alergias e outras doenças.

Você conhece alguém que não pôde amamentar por algum motivo? Essas questões podem acontecer e não devem ser motivo de tristeza ou preocupação. Você pode promover outros momentos de conexão com seu bebê através de técnicas de relaxamento como a Shantala, por exemplo. Lembre-se que o amor e o cuidado são essenciais para o bem estar dos pequenos.

Veja também: Mamãe: praticar a Shantala é conectar-se com seu bebê!

TIPOS DE LEITE

Assim como seu corpo durante a gestação, o leite materno também sofre mudanças e adquire novas características de acordo com as fases de desenvolvimento do bebê.

Logo após o parto, o leite produzido é mais espesso e amarelado, chamado de colostro. Rico em proteínas, anticorpos, vitaminas, sais minerais e lactose, é considerado a primeira vacina do recém-nascido contra infecções, auxiliando também na digestão e limpeza do sistema digestivo.

O segundo estágio da lactação é chamado de leite de transição. Nessa fase, o leite passa a ter um aspecto mais esbranquiçado e seu volume aumenta significativamente. Com mais calorias do que o colostro, o leite de transição é responsável por fornecer mais gorduras, lactose e vitaminas ao bebê.

É nesse estágio que, em alguns casos, pode surgir o ingurgitamento e a mastite, nos quais a mama fica cheia e endurecida. Massagens circulares antes de colocar o bebê para mamar podem funcionar bem nesses casos e visitar seu médico de confiança é sempre a melhor pedida para sanar todas as dúvidas.

A produção abundante de leite é muito boa para o bebê, mas é preciso tomar alguns cuidados para que o excesso não endureça dentro da mama. Você produz muito leite? Que tal doar um pouco para os bancos de leite? Pense nisso!

Duas semanas após o parto, o leite materno recebe o nome de leite maduro. Sua produção é mais controlada que o leite de transição. Nesse momento, é comum as mulheres pensarem que seu leite diminuiu ou esteja ressecando, mas isso não é verdade. O leite maduro é igualmente rico em nutrientes essenciais e deve continuar sendo fornecido ao bebê.

BENEFÍCIOS DA AMAMENTAÇÃO

Você sente dificuldades na amamentação ou não sabe ao certo como proceder? Não se desespere. Amamentar requer muita paciência e disponibilidade. Por vezes, causa dores e desconfortos, até que seu bebê se adapte ao peito. E você, mamãe, precisa conseguir passar tranquilidade e calma para seu pequeno nesses momentos.

A amamentação é uma ótima forma de garantir a nutrição e a segurança alimentar que todo bebê necessita para se desenvolver e, seguindo alguns passos simples, tanto você quanto seu filho obterão os benefícios desse ato de amor. Entenda:

  • Quando for amamentar, fique em uma posição confortável para você e para o bebê.
  • É importante que você se sinta bem, seja em casa ou não. O momento da amamentação é uma poderosa conexão entre você e seu filho. Amamentar em público é um direito seu e do seu bebê. Para os outros, cabe o respeito e a empatia.
  • A amamentação requer a adaptação tanto do bebê quanto da mãe. Tenha paciência e transmita a tranquilidade para seu pequeno se acostumar com a mamada.
  • Amamentar oferece inúmeros benefícios também para a mamãe, como ajudar na prevenção do câncer de mama, do diabetes tipo 2 e reduzir a enxaqueca. Invista!
  • Não existe tempo ideal para a mamada. Cada bebê tem seu próprio ritmo e deve sempre mamar até ficar satisfeito. Se soltar o peito ou adormecer, é sinal de que está saciado e pode parar de mamar.
  • Também não há nenhuma regra sobre oferecer um ou os dois peitos ao bebê. A mãe é que deve sentir se deve trocar ou não para outra mama conforme a fome da criança.
  • Tenha sempre em mente que não existe leite pobre em nutrientes. Todo leite materno é suficiente para proteger o bebê até atingir uma idade na qual possa ingerir outros alimentos.
  • Esteja preparada caso você sinta dores e desconforto nos seios, pois isso é normal. Há produtos específicos para te ajudar nesses momentos.
amamentação

Não sinta vergonha de amamentar seu bebê em público. O ato é um direito seu e todos precisam respeitar o momento. Foto: Getty Images

O CUIDADO É MUNDIAL

Criada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno e comemorada dos dias 01 a 07 de agosto, a Semana Mundial do Aleitamento Materno é voltada à promoção da informação sobre os benefícios da amamentação tanto para as crianças quanto para suas mães.

Desde o nascimento até os 6 meses, o único alimento que um bebê necessita é o leite materno. Nada substitui as vitaminas e nutrientes que a criança recebe por meio do leite da mãe. O alimento também é o principal responsável por fornecer a base necessária para o bom desenvolvimento da criança.

Anualmente, mais de 10 milhões de crianças com idade inferior a cinco anos morrem em decorrência de doenças evitáveis pelo consumo do leite. Além de contribuir para a proteção e desenvolvimento do bebê, a amamentação também tem impacto na vida adulta da criança, portanto deve ser incentivada sempre.

Para que seus momentos de amamentação se tornem ainda melhores, A Líderfarma preparou uma série de ofertas em produtos para sua gestação e pós-parto.

Clique aqui e veja nosso tabloide online