Idosos: cuidado com amor

jul 28, 2020

0
Idosos: cuidado com amor

Idosos: cuidado com amor

Sabemos que cuidar de outra pessoa, independentemente da idade, é algo complexo. Há muitos sentimentos envolvidos e cada pessoa pode lidar de formas diferentes com o ato da cuidar. Mas e quando estamos falando do cuidado com os idosos? As demandas se tornam mais trabalhosas e, nesse momento, é preciso muito amor.

COMEÇANDO A CUIDAR DE ALGUÉM

Antes de tudo, começar a cuidar de um idoso requer disciplina, seriedade e sensibilidade. Não é fácil entender as necessidades da pessoa cuidada e ter uma maior compreensão das suas frustrações e seus anseios naturais da idade avançada.

Veja também Depressão na quarentena: como lidar com os idosos?

Quando o idoso passa a precisar de um cuidador, em um primeiro momento é comum acontecerem revoltas pelo sentimento de invalidez. É aí que o cuidador começa a ser testado! É preciso ter competência emocional para lidar com as adversidades da profissão. Para começar, converse com o responsável por aquele idoso e procure entender como a rotina dele pode ser adaptada no novo dia a dia.

CONSTRUIR UMA RELAÇÃO REQUER SENSIBILIDADE

Proporcionar uma boa alimentação, manter a higiene e administrar medicamentos e cuidados específicos são só algumas das ações que normalmente podem ser atribuídas a um cuidador de idosos. Além disso, quem se habilita a tal profissão, deve ter em mente que gostar de estar com pessoas mais debilitadas e fazer companhia, conversando ou com atividades leves são pré-requisitos.

Veja também Mudanças de estação e a saúde dos idosos

Sabe aquela história que você já ouviu muitas vezes ou as mesmas perguntas feitas toda manhã? Quem se dedica a cuidar de pessoas mais velhas não pode deixar de lado a vontade de se doar ao outro. Tenha em mente que trabalhar seu próprio estresse emocional pode ser a chave para manter mais leve o relacionamento entre cuidador e pessoa cuidada.

idoso sendo cuidado por jovem

Manter a dignidade da pessoa idosa é essencial para envelhecer com saúde. Imagem: iStock

 IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA

Compreender o idoso faz parte da rotina do cuidador. Entretanto, vale lembrar que estar presente no dia a dia da pessoa cuidada também é papel da família. Cada pessoa idosa vai ter suas peculiaridades e deve ser respeitada por isso. Portanto, alguns acordos devem ser estabelecidos entre quem vai assumir os cuidados diários e o responsável pela pessoa idosa, de modo a preservar uma certa independência ao idoso, garantindo mais autonomia e qualidade de vida.

Veja também Dicas para manter a higiene e evitar doenças

Para que o atendimento esteja de acordo com o que o idoso e a família esperam, que tal encontrar grupos de cuidadores para trocar experiências? Antes de qualquer cuidado que você possa oferecer, saiba que a dignidade das pessoas vem em primeiro lugar. Discutir e depreciar o idoso são péssimas escolhas se sua intenção é estabelecer laços saudáveis no trabalho.

Entenda que quanto mais avançada a idade, tendemos a não acompanhar as mudanças do mundo. Por isso precisamos de carinho e compreensão. Ainda será divertido e motivo de entusiasmo estar presente com a família e acompanhar as conversas, então não subestime a pessoa idosa. Todos precisamos de amor!

Conheça as melhores ofertas que preparamos para seu cuidado ficar ainda mais completo. Clique aqui!

 

Fonte: Observatório Nacional do Idoso – Fiocruz | Guia Prático do Cuidador – Ministério da Saúde