Colesterol: o que você precisa saber

jun 9, 2021

0
Colesterol: o que você precisa saber

Colesterol: o que você precisa saber

Publicado em : Artigos em por : lider
  • ,
  • ,
  • ,
  • ,
  • ,
  • ,
  • Para muita gente, o colesterol pode parecer apenas uma fonte de malefícios para o corpo, porém não se engane! Ele é essencial para o funcionamento do nosso organismo, mas seus níveis devem estar sempre controlados para que tudo fique bem.

    ELE É NECESSÁRIO PARA O CORPO

    A estrutura das células do cérebro, nervos, músculos, fígado, intestinos e coração necessita de quantidades saudáveis de gordura para manter seu bom funcionamento. Além disso, o colesterol é essencial para a formação de hormônios sexuais, vitamina D e até mesmo ácidos biliares, que ajudam na digestão dos alimentos.

    Leia também Hipertensão arterial: como prevenir?

    COLESTEROL EM EXCESSO É UM PROBLEMA?

    Depende. O colesterol, que circula no sangue, está ligado a lipoproteínas chamadas HDL (comumente chamado de colesterol bom) e LDL (chamado de colesterol ruim). O excesso de LDL no corpo está associado a doenças cardíacas, enquanto o HDL em excesso até ajuda a proteger dessas mesmas doenças.

    É por isso que quando medimos o colesterol total no sangue, é importante saber como estão os níveis de ambos os lados para saber se o LDL precisa ou não de tratamento.

    O excesso de colesterol ruim (LDL) deve ser observado e tratado com mudanças de hábito e visita ao médico.

    FATORES ALIMENTARES E GENÉTICOS ALTERAM OS NÍVEIS?

    Vale saber que 70% do colesterol presente no sangue provém do fígado e somente 30% vem da alimentação. Isso não quer dizer que se alimentar mal não fará diferença no seu colesterol. Entretanto é o fígado que tem o papel de remover o colesterol para formar a bile, por isso pode variar de pessoa para pessoa.

    Leia também Respire melhor com técnicas simples

    QUEM É MAGRO PODE TER COLESTEROL ALTO?

    Sim. O excesso de peso não necessariamente vai afetar os níveis de colesterol e é preciso estar atento. É a taxa de remoção do colesterol no fígado que pode variar de acordo com a genética. Se você possui parentes de primeiro grau com colesterol alto, suas chances de desenvolver também aumentam, independentemente de ser magro ou não.

    O QUE OCORRE QUANDO HÁ PLACAS DE ATEROMA?

    Conforme os anos passam, o excesso de LDL no sangue vai sendo depositado nas paredes internas das artérias, formando placas de ateroma. Essa ação leva anos e não dá sintomas. Quando uma ou mais placas começam a obstruir as artérias, causam infarto agudo do miocárdio e acidentes vasculares cerebrais (AVC).

    Leia também Exercícios físicos: cuidados para manter a saúde

    HÁBITOS REDUZEM OS NÍVEIS DE COLESTEROL?

    Quanto mais avançada a idade, maiores os riscos. Para diminuir as chances de sofrer infarto e AVC, adotar hábitos de vida mais saudáveis e manter o corpo em movimento é essencial. Procure controlar a glicose no corpo, além de evitar gorduras saturadas e gorduras trans, muito comuns em alimentos industrializados.

    O TRATAMENTO É PERMANENTE?

    Sim, não somente o tratamento como a prevenção. Reduzir os riscos de doenças cardiovasculares é imprescindível para manter uma vida mais feliz. Se você faz tratamento para diminuir o colesterol, não adianta tratar por um período e depois abandonar. Os medicamentos precisam ser avaliados e acompanhados sempre por um profissional da saúde, para que não haja riscos.

    Aproveite o melhor da vida com saúde e sem automedicação.

    Confira os descontos que preparamos para você e sua família, clicando aqui.

    Fontes: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia | IMEB | Ministério da Saúde