Doação de órgãos e medula o que é importante saber

set 27, 2021

0
Doação de órgãos e medula o que é importante saber

Doação de órgãos e medula o que é importante saber

Publicado em : Notícias em por : lider
Com certeza você conhece ou conheceu alguém que precisa ou já precisou de doação de órgãos. Nesse momento nos perguntamos, como posso ajudar?

A informação a sua família de que tem vontade de ser um doador de órgãos é um fator super importante. São várias as doenças que chegando a sua gravidade só podem ser curadas ou amenizadas com transplante, como por exemplo, leucemia, transplante hepático, problemas de coração, entre outros. A doação de órgão proporciona um prolongamento de vida de pessoas que precisam de transplante, ela pode ser feita em vida ou após a morte do doador. Em vida pode-se doar órgãos como um rim, e parte de fígado por exemplo, já em morte, é possível doar, coração, pele, ossos.

Leia também: Primavera e os problemas respiratórios

O doador de órgãos pós morte pode ser qualquer pessoa, seja ela adulto ou criança desde que tenha diagnostico definido como morte cerebral, a mesma é diagnosticada por vários exames respiratórios, teste de apneia entre outros que confirmam a falta de fluxo sanguíneo nos tecidos cerebrais.

Após essa verificação a Central de Transplantes faz uma avaliação dentro de um cadastro técnico de receptores compatíveis com o doador. Sendo assim, havendo mais de um receptor, são analisados também critérios de urgência.

Leia também: Hábitos saudáveis para manter na pandemia

Em vida o doador pode doar além dos órgãos citados acima, a medula óssea que é a cura da leucemia. A leucemia é células sanguíneas doentes (câncer) que se formam e atrapalham a produção das células sanguíneas saudáveis da medula óssea, diminuindo seu número normal. Outra informação importe é que o doador em vida pode doar para seu cônjuge e parentes de até quarto grau. Em caso de não parentes, é necessária uma autorização judicial.

Doar órgãos é um gesto de amor, de se importar com o próximo, pensando assim podemos amenizar a falta de um ente querido ao saber que possibilitamos o prolongamento da vida de muitas pessoas doentes que sem o transplante poderiam vir a óbito em um curto espaço de tempo.

Quer ser um doador? Manifeste seu desejo e faça parte dessa corrente de amor!