Como cuidar da saúde do seu rim

mar 7, 2022

0
Como cuidar da saúde do seu rim

Como cuidar da saúde do seu rim

Publicado em : Notícias em por : lider
  • ,
  • ,
  • ,
  • Os rins são órgãos importantes para o sistema excretor urinário.  De formato de um grão de feijão e com aproximadamente 12 centímetros, se localizam logo acima da cintura. Possuem a função de filtrar o sangue, controlando a quantidade de água e de sal no organismo e na eliminação de toxinas.

    Por sua importância, em 11 de março é celebrado o Dia Mundial do Rim. Atualmente, a estimativa é de que 10% da população tenha algum grau de doença renal. Entre pessoas de 65 a 75 anos, o número chega a dobrar.

    A evolução do mau funcionamento dos rins pode ser silenciosa, porém existem casos em que os indivíduos sentem alguns sintomas. Dentre os mais conhecidos: hipertensão arterial, urina com sangue, em coloração clara (como água) ou com a presença de espuma. Podem apresentar ainda, edemas, noctúria, fadiga, dores no peito e sonolência. 

    Leia também: Intoxicação alimentar no verão: quais os cuidados?

    Também é recomendável avaliar o estado dos rins regularmente, junto à orientação de um nefrologista, por meio de exames de sangue e urina. Pessoas que tenham fatores de risco como hipertensão, diabetes, idade avançada e histórico familiar devem redobrar os cuidados.

    Além disso, dentre alguns hábitos como de manter uma dieta equilibrada, controlar o peso, praticar atividades físicas regularmente e ingerir água todos os dias, são aspectos que precisam entrar na rotina para uma melhor saúde do órgão:

    • Mantenha uma dieta balanceada e maneire no consumo de sal (o adequado é 2 gramas diárias), carne vermelha e gorduras;
    • Controle o peso corporal e a pressão arterial;
    • Evite o consumo de bebidas alcóolicas e fumo;
    • Cuide com quadros de desidratação – mantenha a rotina de beber água.
    • Redobre os cuidados ao utilizar de alguma medicação. Use somente com indicação médica.

    Leia também: A saúde é garantida com 10.000 passos por dia?

    Por fim, não se automedique. Analgésicos e anti-inflamatórios, usados em excesso, podem trazem graves problemas aos rins a longo prazo. Por isso, é fundamental utilizá-los na dosagem correta e seguindo a prescrição médica, quando for realmente necessário.

    Fonte: Saúde Estadão | Pfizer