Quando e por que iniciar a suplementação infantil

mar 10, 2021

0
Quando e por que iniciar a suplementação infantil

Quando e por que iniciar a suplementação infantil

Durante a infância, o crescimento e desenvolvimento passa por diversas fases e, se não houver uma alimentação adequada, pode haver deficiência nutricional. Para os pais que tem dificuldades em fazer os filhos comerem bem, uma saída é a suplementação infantil. Mas como e quando iniciar?

QUANDO HÁ NECESSIDADE DE SUPLEMENTOS?

De acordo com o Ministério da Saúde, crianças entre 6 meses e 24 meses podem precisar de suplementos de ferro em pequenas doses todos os dias, para evitar doenças como anemia. Quando a criança não recebe aleitamento materno exclusivo, a suplementação pode iniciar aos quatro meses de idade. Já para os nascidos prematuros ou com baixo peso, após o 30º dia após o nascimento inicia-se a suplementação.

Leia também Alimentos para prevenir a anemia

As vitaminas também podem ser ingeridas como forma de manter as crianças saudáveis. Por exemplo, quando ficam mais expostas ao ambiente, os pequenos ficam mais suscetíveis a contrair doenças provenientes de vírus da gripe e resfriados. Para manter o organismo forte contra esses agentes, a vitamina C pode ser um aliado.

Oferecer uma alimentação variada e uma suplementação consciente ajuda a manter a saúde das crianças em dia. Imagem: iStockPhoto

Oferecer uma alimentação variada e uma suplementação consciente ajuda a manter a saúde das crianças em dia. Imagem: iStockPhoto

FORMAS SEGURAS DE OFERECER VITAMINAS AOS FILHOS

Muito importante para a produção de colágeno, composição necessária para curar os temidos ferimentos durante a infância, a vitamina C influencia diretamente a vitalidade, por participar do metabolismo energético. Esse processo químico que é responsável por gerar energia dentro do nosso corpo precisa estar em dia para uma saúde perfeita.

Agora, o dilema que pega muitos pais é: como oferecer suplementação se os pequenos costumam detestar comprimidos? Hoje há diversas opções para cuidar disso de maneira lúdica. A vitamina C pode ser encontrada em forma de gominhas, sem açúcar e muito saborosas.

Leia também Volta às aulas: como retomar a rotina na pandemia

Mas é preciso se informar com um profissional de saúde antes de oferecer suplementos vitamínicos às crianças, já que para cada componente as concentrações variam e é preciso ter certeza do que seus filhos estão ingerindo.

O SOL É O MAIOR ALIADO DA SAÚDE

Quando tomamos sol, principalmente durante a fase de crescimento, conseguimos absorver o cálcio de forma mais satisfatória para o corpo. Para isso, a vitamina D é essencial. O desenvolvimento e a manutenção da estrutura óssea dependem de uma boa concentração dessa vitamina no organismo. Portanto, nada de descuido!

Durante esses últimos anos, as crianças têm passado muito tempo dentro de apartamentos e podem apresentar deficiência de vitamina D. Então vale a pena pensar em suplementação. Verifique se não há presença de adoçantes ou corantes artificiais antes de começar qualquer tratamento polivitamínico.

INFÂNCIA INTENSA PRECISA DE ATENÇÃO E CUIDADO

Como uma das épocas com mais mudanças da vida, a infância é muito intensa e marcada por picos de crescimento e mudanças hormonais. Uma alimentação rica em micronutrientes (vitaminas e minerais) é essencial para ajudar seus filhos a manter a saúde. E para escolher bem uma suplementação, há alguns pontos que devem ser observados atentamente. A concentração de nutrientes de um produto é um deles. Procure sempre ter o respaldo de um médico antes de optar por um suplemento.

Leia também Como a raiva e o estresse afetam os jovens

Outro ponto importante de ser analisado é a quantidade de vitaminas ativas (prontas para serem absorvidas) que o multivitamínico apresenta. Já a terceira questão que você precisa se atentar é referente aos minerais. Há produtos que contêm micronutrientes inorgânicos, ou seja, ligados a outros compostos químicos e, por isso, tem maior dificuldade de absorção pelo corpo. Já os minerais ligados a aminoácidos, os chamados minerais quelados, apresentam melhor absorção.

Lembre-se de que os alimentos são sempre a melhor fonte de absorção tanto de micro e macronutrientes. Mas quando a suplementação se faz necessária, é importante caprichar na escolha e saber como garantir a saúde para seus filhos crescerem mais felizes.

Clique aqui e conheça mais formas de manter a saúde

Fontes: Secretaria de Atenção à Saúde – Programa Nacional de Suplementação de Ferro: manual de condutas gerais | Ministério da Saúde | Biblioteca Virtual em Saúde (BVSMS)