Mitos e Verdades sobre Alzheimer

abr 13, 2021

0
Mitos e Verdades sobre Alzheimer

Mitos e Verdades sobre Alzheimer

Cada vez mais vemos doenças mentais fazendo parte da vida das pessoas, principalmente na terceira idade. O Alzheimer é uma doença degenerativa, progressiva e irreversível. Mas muitos mitos acerca dos sintomas acompanham a doença. Como saber o que é verdade e o que não é?

CONHEÇA A DOENÇA DE ALZHEIMER

De acordo com a Associação Internacional de Alzheimer (ADI), essa doença acomete em sua maioria idosos e tem muitas causas ainda desconhecidas. O Alzheimer representa de 50 a 75% dos casos de demência no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

 Já ouviu dizer que as mulheres são mais propensas a desenvolver Alzheimer? É verdade. A Associação Americana de Alzheimer mostra que após os 65 anos de idade, uma mulher tem chances de 1 para 6 de desenvolver a doença até o fim da vida. Já nos homens, o risco é de 1 para 11.

Leia também Tuberculose: o que é, quais os sintomas e como prevenir

NÃO É POSSÍVEL PREVENIR O ALZHEIMER

Mito. Estudos comprovam que treinar a mente e manter uma rotina mais saudável ao longo da vida podem prevenir a doença. A prática de exercícios aeróbricos também é importante para manter o cérebro e o corpo ativos e a vida mais saudável

Mas não esqueça da alimentação: ela também tem papel essencial na prevenção do Alzheimer. Cereais integrais, azeite de oliva e peixes são boas opções, assim como frutas e verduras todos os dias.

Exercitar a mente é uma ótima forma de prevenir a demência na terceira idade.

E para quem já tem outras doenças, é possível prevenir o Alzheimer? Para pessoas que são portadoras de diabetes, colesterol alto e obesidade ou hipertensão arterial, é preciso manter o controle desses problemas durante a vida, para minimizar as chances de desenvolver a doença na terceira idade.

O PRIMEIRO SINTOMA É SEMPRE A PERDA DE MEMÓRIA

Na maioria dos casos, sim. O paciente começa a se esquecer de acontecimentos recentes e pode começar a agir de forma repetitiva. Isso acontece porque os hipocampos, partes cerebrais fundamentais para a memória são as primeiras regiões a ficarem comprometidas pela doença.

Entretanto, em algumas variantes do Alzheimer podem não se iniciar pela memória. Os sintomas podem começar na visão, na linguagem ou mesmo na dificuldade de organização e planejamento de atividades cotidianas.

Leia também Como recuperar o olfato depois de ter covid 19?

À medida que a doença avança, todas as áreas do cérebro ficam comprometidas e os sintomas cognitivos se acumulam com o tempo. Mas atenção: o Alzheimer em fases iniciais se manifesta nas memórias recentes. Somente em casos mais avançados da doença é que são afetadas as lembranças mais antigas.

O ALZHEIMER NÃO TEM CURA

Ainda não existem curas para a doença, porém os tratamentos já são capazes de dar uma vida melhor aos pacientes. O diagnóstico precoce é um importante fator para o sucesso da medicação. Cuide da sua saúde todos os dias para prevenir o AlzHeimer e viver melhor.

Clique aqui e nos deixe cuidar da sua saúde

Fonte: Hospital Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde | Libbs